Núcleo de Academias da ACIC Chapecó promove curso sobre situações de emergência




As academias são cada vez mais procuradas por objetivos diversos como estética, saúde ou ambos. Para atrair e manter seus clientes, essas empresas precisam oferecer a melhor infraestrutura e atendimento possível. Entretanto, nesse ambiente os clientes e os profissionais que trabalham estão sujeitos a acidentes e eventuais problemas com a saúde. Em função disso, é muito importante que o espaço tenha todos os recursos disponíveis que possam garantir a segurança dos alunos e também que os profissionais que atuam no segmento sejam capacitados para agir em situações que necessitem atendimento de emergência e de saúde.

Considerando esta condição, o Núcleo de Academias da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) promoveu, no último fim de semana, um curso de capacitação aos profissionais integrantes das academias nucleadas.

A qualificação foi ministrada pelo bombeiro militar Henrique Nakalski que explanou as técnicas mais apropriadas de ação em situação emergências como quedas, fraturas, entorses, afogamentos, cortes, complicações cardíacas, desmaios e outras ocorrências possíveis no setor. Também foram abordadas a disponibilidade e manuseio de equipamentos básicos para essas necessidades, bem como ações preventivas para a segurança da saúde dos alunos.

Para a coordenadora do Núcleo, professora Rosana Urack Machado, esse tipo de preocupação é uma constante entre as empresas nucleadas. “Atuamos em locais onde são feitos exercícios físicos e os clientes estão sujeitos a acidentes, lesões ou mesmo uma eventual necessidade relacionada ao esforço. Nossos colaboradores devem sempre estar capacitados para atendimento preventivo, mas também para um atendimento rápido e eficiente com o encaminhamento aos setores de saúde que farão os demais procedimentos”, declarou.

A coordenadora destacou que ações como essa integram o planejamento anual das academias nucleadas. “Promovemos ao menos um curso por semestre aos empresários e aos colaboradores de nossas academias”, concluiu.