Núcleo da ACIBr reúne professores e gestores para esclarecimentos sobre a Base Nacional Comum Curricular




Com o auditório da Faculdade São Luiz formado por cerca de 100 profissionais de educação, o Núcleo das Instituições Educacionais da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) realizou, na manhã de quinta-feira, 6 de fevereiro, uma palestra voltada a informações sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

O assunto foi esclarecido, principalmente em seu contexto histórico e o propósito de sua elaboração, pela professora e Doutora em Geografia Luciana Vieira, integrante do Grupo de Produção PCSC e da BNCC/SC. Ela veio a Brusque para mediar um evento direcionado à capacitação para os professores e gestores das escolas municipais, estaduais e particulares.

A BNCC

Compondo as pautas dos principais debates sobre Educação no país, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento que foi homologado pelo Ministério da Educação (MEC), para as etapas da Educação Infantil, Ensino Fundamental e do Ensino Médio, que atualmente está em processo de consulta pública.

De caráter normativo, o documento define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. De acordo com a definição da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei n° 9.394/1996), a Base deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.

Para o Coordenador do Núcleo de Instituições Educacionais da ACIBr, Edemar Luiz Aléssio realizar um evento de formação, que já ocorre há vários anos é de extrema importância para a área da educação, pois apresenta assuntos pertinentes através de uma escolha coletiva. Desta vez, a pauta foi a BNCC. “É um assunto que muitos estão falando, com grandes mudanças acontecendo e que ainda irão acontecer. A sua execução, aquilo que deve ser feito, gera um pouco de dúvidas, por isso a proposta de hoje”, observa o coordenador.

Ao pensar na palestrante, o evento buscou trazer algum profissional que esclarecesse dúvidas sobre a BNCC, afinal, a convidada contribuiu na própria criação do currículo catarinense. “Mais específico são as dúvidas dos professores, então acredito que não para por aqui, pois é algo muito amplo. Muitas instituições já estão fazendo, mas pelo coletivo precisamos tirar algumas dúvidas, principalmente dos professores que estiveram no evento. Como é algo novo, precisamos estar mais próximos disso e fazer que esse documento aconteça em todas as instituições”, comenta Aléssio.

Conforme o vice-coordenador do Núcleo e Diretor do São Luiz – Colégio e Faculdade, Pe. Claudio Marcio Piontkewicz, a Educação no país está passando por um processo de transformação. “Além da legislação da BNCC, esta transformação será no modo de como concebemos o ensino-aprendizagem, que vai além do conhecimento específico de cada componente curricular, pois implica repensar a prática docente, na perspectiva de interagir com os demais conhecimentos de sua área. Trata-se de uma visão multidisciplinar. O dia de hoje foi uma oportunidade para que, de forma conjunta, as educacionais de Brusque aprofundem a temática da BNCC às novas modalidades de ensino e aprendizagem, independente de cada especificidade que cada instituição desenvolve a educação”.