ACIM participa de reunião para viabilizar atracação de navios de cruzeiros




O recebimento de navios de cruzeiros no Porto de Imbituba é um tema que anima empresários do setor turístico da cidade. Há mais de seis anos, a Associação Empresarial de Imbituba – ACIM, em parceria com a Instância de Governança Encantos do Sul e outras entidades, discute o assunto, que foi pauta de uma reunião nesta quarta-feira (06) na sede da SCPAR Porto de Imbituba.
Além da participação do presidente Adilson Silvestre, o encontro contou com representantes dos armadores Costa e MSC Cruzeiros, da Associação Internacional e Linhas de Cruzeiro (CLIA), da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (SANTUR), da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Imbituba (CDL), assim como o prefeito e o presidente da câmara municipal de Imbituba.
De acordo com Silvestre o recebimento de navios de cruzeiros é um anseio antigo e que para ser viabilizado depende de um esforço coletivo. “Estamos renovando nossas expectativas para que o receptivo seja feito em Imbituba, pelo menos de maneira experimental, em uma oportunidade no primeiro trimestre de 2020”, destaca.
Flávia Didomenico, presidente da SANTUR ressaltou que “definitivamente queremos colocar Santa Catarina como o estado que mais tem estrutura tanto em termos portuários como em produtos turísticos. Estamos aqui para entender de que forma a região consegue se estruturar para estar no mapa dos cruzeiros internacionais”.
Durante o encontro, o diretor-presidente da SCPar Porto de Imbituba, Jamazi Aldredo Ziegler agradeceu a oportunidade de pensar em diferentes soluções para as operações portuárias. “Esta ideia é ótima, no sentido em que traz crescimento e desenvolvimento socioeconômico para a região. Vamos agora reunir nossa equipe técnica para avaliar essa possibilidade do ponto de vista operacional, e também junto aos órgãos intervenientes e aos nossos atuais parceiros, para uma possível modelagem que integra a operações de cargas atuais e de passageiros”, explicou Ziegler.
Com foto e informações do Setor de Comunicação Social da SCPar Porto de Imbituba