ACIBr cobra permanência de efetivo na Polícia Militar




A Associação Empresarial de Brusque recebeu na tarde de quarta-feira, 20 de novembro, a visita do presidente do Conselho Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial de Santa Catarina, coronel PM Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior. Na oportunidade, o comandante foi recebido pela presidente da entidade, Rita Cássia Conti, pelo vice-presidente Marlon Sávio Sassi e pelo diretor Halisson Habitzreuter, além dos representantes do Sindilojas, CDL, Sifitec, AmpeBr e dos comandantes do Corpo de Bombeiros de Brusque, Delegacia Regional, Divisão de Investigações Criminais, comandos do 18º Batalhão da PM de Brusque e da 7ª Região da Polícia Militar.

A presidente da ACIBr leu e entregou ao coronel, carta que manifesta oficialmente a gratidão e reconhecimento das entidades, pelo serviço de segurança pública prestado aos municípios de Brusque, Guabiruba e Botuverá.

“A parceria com as Polícias Militar e Civil, bem como com o Corpo de Bombeiros, fazem parte da história das entidades de classe do município e da região, sempre envolvidas, preocupadas e solícitas às reivindicações apresentadas. Desta forma, foi possível aprovar, em 2018, um projeto de lei que se transformou no convênio ‘Radiopatrulha’, assinado entre a Prefeitura de Brusque e o Governo do Estado de Santa Catarina. A iniciativa substituiu o antigo Fundo de Melhoria da Polícia Militar (Fumpom) e, pela primeira vez, contemplou também a Polícia Civil (…) Para as entidades de classe, não há desenvolvimento econômico sem segurança pública. E este trabalho em conjunto é, certamente, o que torna Brusque uma das cidades mais seguras para se viver no Brasil’, diz parte do documento, entregue ao presidente do Conselho.

Em seguida, Rita Conti enfatizou a preocupação das entidades com relação ao efetivo policial no município e fez um apelo ao coronel Araújo Gomes, para que não haja diminuição no número de policiais, ao contrário, que a cidade possa receber mais soldados a partir da formação de uma nova turma no próximo ano.

O presidente do Conselho de Segurança Pública fez questão de agradecer à ACIBr e demais entidades pelas parcerias estabelecidas há anos com as Polícias no município e região. Ele apresentou números do setor e esclareceu dúvidas dos diretores e integrantes da reunião. Também fez uma explanação sobre o novo modelo de gestão adotado na Secretaria, que agora se transformou em um Conselho Superior de Segurança Pública, e expôs sobre as estratégias adotadas e os resultados positivos obtidos em termos de redução de criminalidade. “Eu vim trazer o agradecimento, reconhecimento e orgulho que a Polícia Militar e que as Forças de Segurança do Estado têm, pelas parcerias com a Associação Empresarial e demais entidades de Brusque. Não temos dúvida de que estas parcerias fazem parte da receita de sucesso que faz de Brusque uma das cidades mais seguras do Brasil”, comentou.

Sobre o efetivo policial, Araújo Gomes disse haver um reconhecimento de que há desníveis injustos de efetivo no Estado, como também há uma falta de efetivo nas Forças Policiais por questões históricas. “Compartilhamos aqui com os diretores o movimento que estamos fazendo de transferências de policiais para diminuir essas desigualdades e, principalmente, a inclusão de servidores de segurança pública, inclusive de policiais militares, que está acontecendo ao longo do ano, e que em 2020, deverá impactar inclusive com aporte de efetivo em Brusque, embora ainda não tenhamos o número de policiais que eventualmente virá”, garantiu.

Para a presidente da ACIBr o encontro foi produtivo e benéfico a todas as entidades participantes, que acabaram conhecendo sobre a gestão atual das Polícias e as estratégias do Conselho Superior de Segurança Pública. “Foi um momento de agradecer ao presidente do Conselho, pois hoje temos ótimos índices de segurança, somos consideradas uma das cidades mais seguras em termos de Brasil, porém, também fizemos um pleito: de não perdermos efetivo. O objetivo é continuarmos com estes índices na área de segurança, com esta cooperação através do associativismo, sempre auxiliando, apoiando e acolhendo os policiais de forma muito positiva. E ficamos satisfeitos com a garantia do coronel, de que haverá um aporte de efetivo em 2020”, ressaltou.

Segundo Araújo Gomes, a previsão é de que a partir de setembro de 2020, com a formatura da nova turma da Escola de Soldados, que acontecerá em Florianópolis, o Estado receba um aporte de efetivo em diversos municípios. Porém, já em janeiro ou fevereiro, o Conselho Superior de Segurança Pública fará os estudos necessários para distribuição desses soldados.