Fundação Empreender apresenta PGVE em reunião ordinária da Acislo

10/07/2018. Publicado na categoria: PGVE

PGVE (2)

Durante a reunião ordinária desta segunda-feira (9/7), membros da diretoria da Associação Empresarial de São Lourenço do Oeste (Acislo) conheceram em detalhes o funcionamento do Programa de Gestão e Vivência Empresarial (PGVE) que é desenvolvido pela Fundação Empreender, braço técnico da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc).

De acordo com o diretor da Fundação Empreender, José Nelson Notari, que participou da reunião, a intenção é viabilizar a execução do programa para que os empresários desenvolvam conhecimento e, consequentemente, tornem as empresas lucrativas, rentáveis e perenes. “A ideia é que elas [empresas] sejam sólidas e longevas”, disse ele defendendo que para isso é preciso trazer os associados para dentro da entidade, onde receberão o conhecimento necessário.

Segundo Notari, o PGVE permite, em resumo, que o empresário interprete as tendências, faça planejamento estratégico, trabalhe a liderança, conheça sobre metas e análise de indicadores financeiros. “São ferramentas necessárias para que o empresário possa fazer a gestão dos negócios”.

Fora a formação, o diretor da Fundação Empreender lembra que é uma oportunidade do ponto de vista econômico, já que o programa é ministrado por professores que atuam na FGV e possuem vivência empresarial. “Para você fazer uma formação com essa envergadura, teria que ir para centros como Curitiba e São Paulo”, prevê.

Segundo o presidente da Acislo, Marcio Nierotka, o carro chefe da atual gestão será capacitação. “Estamos trazendo a segunda turma do PGVE para São Lourenço do Oeste, já que a primeira turma foi um sucesso”, disse ele frisando que a participação de representantes da Fundação Empreender na reunião desta segunda-feira (9) buscou sensibilizar os diretores da Acislo da importância e qualidade do programa. “Estamos com um número razoável de inscritos, mas temos que preencher as 50 vagas”, revelou lembrando que a formação inicia já no dia 20 de julho.

ACE Base

Ao longo da conversa com os diretores, Notari explicou que a Acislo se tornou uma Associação base. Na prática, isso significa que a associação recebeu as informações necessárias para ser o elemento multiplicador do programa na região.

Programa

Dividido em oito grupos, o PGVE tem duração média de 12 meses e conta com professores, na maioria com experiência na área empresarial e com atuação na Fundação Getulio Vargas (FGV). Além de abordar conceitos, ferramentas e estudo de caso, cada módulo terá um momento para o depoimento de um empresário convidado.

Cadastre-se e receba nossas notícias: