ACIRS realiza palestra sobre as dificuldades da sucessão familiar

09/08/2018. Publicado na categoria: Sucessão

IMG_8038

Hoje, cerca de 90% dos negócios brasileiros são familiares, segundo dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE). Em Rio do Sul e Alto Vale o número de empresas familiares também é expressivo, por isso a ACIRS realizou nesta quinta-feira, 09, a palestra As dificuldades na sucessão familiar, com o Marcos Antônio Bonifácio. “As empresas precisam, no contexto da sucessão familiar, pensar em iniciar o processo antes da necessidade da sucessão. Muito se vê as empresas deixando para o final, quando não há mais tempo hábil para planejar, quando não existe mais um empresário lá, o patriarca. O segredo é começar o quanto antes, fazendo um processo formal de planejamento, envolvendo o sucessor e sucedido”, explica.

Bonifácio é bacharel em administração e mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pelo Centro Universitário de Araraquara – UNIARA. É especialista em engenharia de produção pela UNESPBAURU. Na área acadêmica desde 2003, possui experiência como coordenador de curso de graduação e pós-graduação, já tendo coordenado o Programa de pós-graduação em Gestão e o MBA Internacional em Angola ambos pela FAAG, e também a pós-graduação em Gestão de Pessoas pela FATEC-JAHU.

 É coordenador do curso de tecnologia em gestão da produção industrial e professor associado, atuando nas áreas de administração, gestão da produção, PPCP e gestão de projetos empresarial pela FATEC-JAHU. Linhas de pesquisa: produção, manutenção industrial, planejamento e projetos e meio ambiente e suas relações com os atores envolvidos (fornecedores, funcionários, proprietários, comunidade e clientes).

 “Se o sucessor será um herdeiro ou um profissional, vai depender das regras estabelecidas dentro da empresa. Muitas empresas estabelecem que só haverá a sucessão se o sucessor tiver vocação para o negócio, outras definem que ele virá de fora, de tal forma que tenha uma condução profissional”, conclui Marcos Antônio Bonifácio.

Cadastre-se e receba nossas notícias: