Fundo padrão para cabeçalho

O Programa Empreender é o associativismo na prática. É uma estratégia que estimula a competitividade empresarial há mais de 20 anos de forma ininterrupta e em Santa Catarina tem apoiado mais de  7.200 e empresas, em 90 cidades, por meio de 520 núcleos empresariais.

Um conjunto de elementos é a receita de sucesso do programa em Santa Catarina. Com a moderação de um consultor, são discutidos desafios e necessidades encontradas pelo grupo, na busca de soluções em conjunto.

destaque-programa-empreender

O objetivo deste trabalho é contribuir para a quebra do isolamento da micro e pequena empresa, promover o associativismo e o desenvolvimento do negócio através de inciativas empreendedoras.

Através dos núcleos, as empresas têm acesso à informação, atuam ao lado de seus concorrentes num ambiente favorável ao crescimento, trocam ideias, realizam compras em conjunto e promovem uma série de ações que comprovam a importância de atuar no meio associativista.

Para participar do Programa Empreender, o empreendedor deve procurar a Associação Empresarial mais próxima. Veja o mapa das Associações Empresariais.

Saiba mais: www.empreender.org.br


  • 1991

    Nasce o Programa Empreender em Santa Catarina, nas associações empresariais de Joinville, Blumenau e Brusque.

  • 1992

    Nasce o Núcleo Setorial de Usinagem e Ferramentaria da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), o núcleo mais antigo em atividade no Brasil.

  • 1996

    O Programa começou a ser estadualizado pela FACISC e Sebrae/SC. 26 municípios de Santa Catarina passam a desenvolver o trabalho em núcleos setoriais.

  • 2002

    Programa Empreender é nacionalizado por meio da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) e Sebrae Nacional

  • 2005

    O Programa Empreender foi um dos finalistas do Concurso do ICC (Federação Mundial de Câmaras) na categoria melhor projeto para micro e pequenas empresas.

  • 2005

    Facisc é reconhecida pela Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) por ser a Federação que mais contribuiu para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas no Brasil através do Programa Empreender. Foram quatro premiações recebidas pela entidade.

  • 2006

    Início da internacionalização do Programa Empreender.

  • 2007

    É lançado o primeiro edital da chamada de Projetos Empreender Competitivo. Santa Catarina tem seis projetos aprovados.

  • 2010

    Santa Catarina conquista a aprovação de 40 projetos no segundo edital da chamada de Projetos Empreender Competitivo. Ao todo, 1.421 empresas foram beneficiadas através do apoio financeiro de aproximadamente R$ 5 milhões.

  • 2012

    FACISC cria novo modelo de sistematização para núcleos.


Em parceria com o Sebrae/SC, a FACISC criou um novo modelo de sistematização participativa que busca padronizar e sociabilizar as boas práticas individuais do Programa, abrindo a possibilidade para melhoria contínua envolvendo todos os profissionais envolvidos e suas instituições.

sistematizacao-2png

Tem o objetivo de classificar melhor os núcleos por público-alvo, objetivo do núcleo, foco estratégico, perfil dos participantes, plano de trabalho, tipo de resultados, ações e atividades.

Tipos de núcleos existentes em Santa Catarina:

SETORIAIS

São núcleos formados por empresas do mesmo segmento. Têm como objetivo aumentar a competitividade e melhorar o posicionamento das empresas no mercado de atuação. Têm como foco a melhoria na gestão, na produtividade, no posicionamento do mercado, na tecnologia e nos processos. Os núcleos metalmecânico, automecânicas, confecção e mercados estão entre os setoriais.

MULTISSETORIAIS

São núcleos formados por empresas de diversos setores da economia. Têm como objetivo ampliar o posicionamento e o conhecimento das empresas. Seu foco está voltado para integração, capacitação, fomento de negócios, formação de redes e contatos. Dois exemplos deste tipo de núcleos são os jovens empreendedores e as mulheres empresárias.

TEMÁTICOS

São grupos formados por empresas de diferentes setores, segmentos e portes. Entre os objetivos destes núcleos estão a promoção de atividades que contribuam para a melhoria do desempenho das empresas em determinados temas. Muitas vezes assumem o papel de braço técnico das empresas perante a comunidade e autoridades para os assuntos referentes aos temas que representam. Qualidade, Responsabilidade Social, Recursos Humanos, Segurança no Trabalho e Meio Ambiente são alguns dos temas que norteiam os núcleos temáticos.

TERRITORIAL

Formados por empresas localizadas em territórios pré-determinados. Eles têm objetivos bem definidos quanto a sua localização, como a promoção do associativismo através da união de forças locais para pleitos regionais, compartilhando boas práticas de gestão. Compartilhar competências em gestão e liderança, fortalecer a imagem da associação empresarial no território e buscar soluções na área de infraestrutura são o foco destes núcleos. Os núcleos de Comércio da Rua Vidal Ramos de Florianópolis e dos empresários de Botuverá de Brusque são exemplos deste tipo de trabalho.

COMITÊ ABERTO

São núcleos formados por empresas interessadas no tema ou no assunto. Eles dão suporte para o desenvolvimento das atividades centrais. Muitas vezes assumem o papel de braço técnico das entidades empresariais nos temas dos quais se referem. Os conselhos dos núcleos, formados pelos coordenadores de núcleos setoriais dentro das associações, núcleos de investidores, de reflorestamento e a Câmara Setorial do Porto de Itajaí são exemplos que demonstram na prática o que são os comitês abertos.

Busca o fortalecimento das empresas, por meio do apoio a projetos de núcleos. Este projeto, de iniciativa da CACB (Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil), é coordenado no estado de Santa Catarina pela FACISC e suas ações são executadas pelas Associações Empresariais que tiveram propostas aprovadas na Chamada Nacional de Projetos, realizada pela Confederação.

O objetivo do Empreender Competitivo é apoiar e estimular a competitividade das empresas participantes dos núcleos do Programa Empreender que estão em estágio maior de desenvolvimento e maturidade.